Hospital da Criança é Denunciado por Condições Inadequadas de Assistência e Assédio Moral aos trabalhadores da Saúde.

 

Confira mais fotos no nosso Facebook www.facebook.com/sindsaudema

Nas últimas semanas o sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem e Trabalhadores na Saúde do Estado do Maranhão -SINDSAUDE-MA, recebeu inúmeras denúncias relacionadas às condições de trabalho e da assistência à saúde das crianças que são atendidas no hospital. Os fatos denunciados seguem acompanhados de imagens que retratam um verdadeiro descaso com a saúde pública da nossa população. Crianças fazendo uso de medição por via endovenosa (soro) no colo das mães ou acompanhantes que permanecem por longos períodos acomodadas em cadeiras comuns e desconfortáveis. Quando são atingidas pela exaustão descansam no chão juntamente com os pacientes o que é totalmente inadequado para uma criança que já está com a saúde comprometida em razão das mais variadas patologias. Não bastasse a inadequação da assistência à saúde das crianças atendidas no hospital os trabalhadores ainda sofrem assédio moral por ações da diretoria do hospital. Segundo denúncias dos acompanhantes de pacientes, a administradora do Hospital que se chama Yole Saraiva, quando cobrada sobre as condições inadequadas de acomodações manda que as mães das crianças procurem o secretário de Saúde ou até mesmo o próprio prefeito para que façam suas queixas, enquanto que a mesma, em razão do cargo que ocupa, é quem deveria emitir relatórios da situação com pedido de providências ao executivo municipal. Nas bastasse as condições precárias da assistência os trabalhadores da saúde ainda são diuturnamente assediados pelas coordenadoras de Enfermagem. As Sras.Terezinha de Jesus (coordenadora geral), e a Sra.Ernilda (Coordenadora do posto), tratam os profissionais da enfermagem com muito desrespeito. Os profissionais são assediados publicamente e segundo as denúncias apresentadas ao sindicato, são chamados de " incompetentes " e " mortos de fome ", isso porque cobram as condições mínimas de trabalho e ainda o direito à alimentação vez que laboram em jornadas de 12 horas. Atualmente um número significativo de trabalhadores da Enfermagem que trabalham no Hospital da Criança e Socorrao II estão vinculados ao município de São Luís por meio de contratos precários. Os contratos denominados temporários não garantem direito algum aos trabalhadores que ficam até dois meses sem receber salários além de não ter direito ao auxílio transporte. Em razão dessa situação o SINDSAUDE participou de audiência pública realizada na Câmara Municipal de São Luís cujo encaminhamento resultou na formação de uma comissão de trabalho que se reúne mensalmente com o secretário Lula Filho com vistas a resolução dessa situação. Quanto as denúncias recebidas pela entidade sindical que versam sobre as condições inadequadas de Assistência e a prática recorrente de assédio moral, já foi solicitado ao secretário de Saúde que adote as medidas cabíveis para resolução dos fatos denunciados e também foi oficiado à promotoria da saúde e ministério público do Trabalho para a apuração dos fatos que se comprovados deverão seus autores responder pelas condutas que comprometem de forma irreparável a saúde e segurança dos trabalhadores. Fonte: Assessoria de Comunicação.

Visit the new site http://lbetting.co.uk/ for a ladbrokes review.

Facebook

Localização do SindSaúde-MA